Destaques

Criatividade e tecnologia caminhando lado a lado para surpreender o mercado e gerar oportunidades de crescimento. O talento do setor moveleiro para criar está na vitrine da FIMMA Brasil 2011. Mundialmente reconhecida por reunir a vanguarda da cadeia produtiva de madeira e móveis, a feira estimula o desenvolvimento de ideias e projetos inéditos com o Prêmio Inovação.

O concurso destaca os lançamentos em matérias-primas, ferramentas e dispositivos, acessórios e tecnologia de informação concebidos pelas empresas e profissionais do setor. A proposta é transmitir a visão fundamental da inovação e capacitação como principais meios de desenvolvimento e ganho de competitividade no mercado. “Uma das grandes contribuições que a FIMMA pretende oferecer ao setor é tornar o Brasil um centro de referência em tecnologia, capacitação e inovação na cadeia produtiva de madeira e móveis. Apostamos nesse diferencial como estratégia para alavancar o crescimento das empresas em ciclos cada vez mais promissores”, explica o presidente da feira em 2011, Juarez Piva.

Os participantes do Prêmio Inovação colocam seus lançamentos em destaque global perante os 650 expositores da feira e cerca de 40 mil visitantes esperados para o encontro. “É uma oportunidade ímpar de divulgar, na maior feira do segmento da América Latina, o que as empresas têm de melhor”, resume o presidente.

Reta final para as inscrições

Podem participar do Prêmio Inovação todas as empresas expositoras da FIMMA Brasil 2011. Os lançamentos concorrem em cinco categorias: máquinas; matérias-primas; ferramentas e dispositivos; acessórios e tecnologias de informação para a manufatura. A novidade da quarta edição do concurso é a inclusão de uma modalidade específica para a participação de estudantes de cursos focados ao desenvolvimento de produtos (acessórios).

As inscrições podem ser efetuadas com base nas informações disponíveis no hotsite http://www.fimma.com.br/premioinovacao. Ali estão explicitados os critérios do regulamento, as categorias existentes e o formulário que deve ser preenchido pelos participantes. O prazo para confirmar a participação encerra no dia 30 de janeiro.

A partir dessa data, os projetos serão avaliados por um comitê com representantes do SEBRAE, SENAI/CETEMO, CGI Moveleiro, MOVERGS/FIMMA Brasil e SENAI/Centro Tecnológico de Mecatrônica. A cerimônia de premiação dos vencedores será realizada no dia 23 de março.

A FIMMA Brasil ocorre de 21 a 25 de março, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves. O Prêmio Inovação é uma promoção do CGI Moveleiro (Centro Gestor de Inovação), da MOVERGS (Associação das Indústrias de Móveis do Estado do RS) e da FIMMA Brasil.

Fonte: Portal FIMMA

Profissionais, estudantes e empresas podem concorrer nas categorias Acessórios Domésticos, Iluminação, Móveis Residenciais, Móveis Institucionais e na categoria temática chamada Design de Superfície Aplicado ao Mobiliário. O cadastro dos projetos deve ser feito até a data pelo site www.salaodesign.com.br.
Alguns dos critérios de seleção do júri são adequação ao público alvo, conceito, forma e função, grau de inovação formal e tecnológica, qualidade e segurança, sustentabilidade e viabilidade de produção. Os finalistas participarão de uma exposição durante a Casa Brasil 2011, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves (RS), de 02 a 06 de agosto de 2011.
Neste ano, em cada uma das categorias haverá um estudante, um profissional e uma empresa vencedores, entre os quais será dividida uma premiação de R$ 120 mil. Também serão entregues os prêmios Madeiras Alternativas, que incentiva o manejo sustentável de florestas nativas; Mérito Social, para os concorrentes que apresentarem projetos com a participação de entidades carentes, feitos em matérias-primas recicláveis ou naturais; e Professor Orientador, para os professores que contribuíram para as criações dos vencedores da modalidade estudante.
O Prêmio Salão Design tem como objetivo incentivar a criatividade, o empreendedorismo e a inovação tecnológica por meio do design e acontece anualmente junto aos dois grandes eventos realizados pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis), a Casa Brasil e a Movelsul. Desde sua criação, em 1988, atingiu 20 países e totalizou mais de 8,3 mil projetos inscritos.
O concurso já revelou vários talentos nacionais e internacionais, como os designers Renata Moura, Flávia Pagotti, Rodrigo Calixto, Roque Frizzo e Jorge Montana. Outros nomes reconhecidos, premiados no Salão Design são Guto Índio da Costa, Marcelo Rosenbaum, Tina e Lui, Eulália Anselmo e Zanini de Zanine.
Fonte: Portal Moveleiro

As perspectivas apontam um ano de crescimento para os principais setores da economia brasileira e global em 2011. Para o segmento de madeira e móveis o ano começa aquecido pela expectativa dos resultados de uma das maiores feiras do mundo em tecnologia e insumos para a indústria moveleira, a FIMMA Brasil 2011.

Já lançada nos principais pólos moveleiros do Brasil, no mês de dezembro, em uma programação que percorreu as cidades de Linhares (ES), Ubá (MG), Curitiba (PR) e São Paulo (SP), a FIMMA Brasil promete apresentar os maiores lançamentos em maquinário, matérias-primas e acessórios para móveis no final do mês de março, do dia 21 ao dia 25, no Parque de Eventos de Bento Gonçalves.

Nestes pouco mais de dois meses que faltam para o início da feira, diretoria e equipe interna focalizam todos os esforços nos preparativos para a décima edição. O trabalho de divulgação junto aos expositores e público visitante será reforçado sedimentando o compromisso em realizar um evento sempre inovador e comprometido com o sucesso de todos os envolvidos.

Os números
A organização da maior feira da América Latina no segmento projeta números ambiciosos para a histórica edição de 20 anos da FIMMA Brasil:

- Expositores: 650 confirmados
- Visitantes: 40.000 profissionais
- Negócios: US$ 309 milhões

As novidades
Com o lema Inovação e Vida, a FIMMA Brasil é, há 20 anos, palco de lançamento para equipamentos e tecnologias de ponta. A vanguarda também tem espaço garantido em projetos especiais e atrações diferenciadas que surpreendem visitantes e expositores a cada edição. Conheça alguns dos destaques:

- Prêmio Inovação: Uma das novidades da décima edição é a categoria exclusivamente voltada aos estudantes no Prêmio Inovação. Os alunos de cursos focados no desenvolvimento de produtos são convidados a apresentar acessórios para a indústria moveleira em um dos mais bem sucedidos projetos paralelos da feira. As inscrições vão até 30 de janeiro.

- Shopping FIMMA: Um espaço que oferecerá uma gama completa de serviços a expositores e visitantes durante o período da feira. O Shopping FIMMA foi concebido para bem atender o enorme número de profissionais que se desloca de suas regiões e países e que encontrará em um só lugar farmácia, salão de beleza, turismo receptivo, conveniências, presentes e inúmeras facilidades.

- Mobicode: Pela primeira vez no mundo uma feira utiliza essa tecnologia móvel para abastecer de informação o seu público. Usuários de smathphones têm a disposição conteúdos exclusivos e que atendem às suas necessidades ao alcance das mãos. É só baixar o aplicativo, capturar o código através do celular e navegar pelo mundo FIMMA Brasil.
Fonte: Portal FiMMA

Diretoria do Sindimam marca presença no 5º encontro nacional da Indústria
 
O mês de dezembro foi marcado por importantes encontros para a indústria do DF, refletindo diretamente no setor moveleiro. Nos dias 1 e 2/12 foi realizado o 5º Encontro Nacional da Indústria, em São Paulo. O evento focou na competitividade como prioridade estratégica para o avanço do segmento. Mais uma vez o Sindimam marcou presença, representado pelo presidente do Sindicato, José Maria de Jesus, que acompanhou de perto a 5º edição do encontro.
 
O evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) possibilitou aos empresários e presidentes de sindicatos da indústria brasiliense presentes, um conhecimento amplo sobre o posicionamento do Brasil referente oito tópicos: disponibilidade e custo da mão de obra, disponibilidade e custo de capital, infraestrutura e logística, peso dos tributos, ambientes macro e microeconômico, educação e tecnologia e inovação. O Relatório Competitividade 2010 compara inclusive a atuação do Brasil com 13 países – África do Sul, Argentina, Austrália, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coréia, Espanha, Índia, México, Polônia e Rússia.
De acordo com o relatório apresentado pela CNI, o Brasil está em último colocado no quesito disponibilidade e custos de capital, é o 12º em infraestrutura e logística e o 13º em carga tributária. O país só está à frente da África do Sul no quesito disponibilidade e custo da mão de obra e perde para Austrália, Canadá, Rússia, México, China, Polônia, Espanha, Índia e Coréia.

Lula é homenageado pela Indústria do DF

Empresários do setor industrial do DF participaram da homenagem ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, realizada dia 8/12, no Palácio do Planalto. A premiação é concedida uma vez por ano pela Federação das Indústrias do DF (Fibra) e o presidente da federação, Antônio Rocha, entregou o troféu “Abraço da Indústria” para Lula.

O presidente recebeu o prêmio máximo da Instituição pelo trabalho desenvolvido em defesa do setor produtivo durante os últimos oito anos. Mais uma vez, o Sindimam se fez presente, por meio do presidente do Sindicato, José Maria de Jesus, que participou da cerimônia. A presença da diretoria do Sindimam é fundamental para o enriquecimento do trabalho desenvolvido no Sindicato atualmente.
 
Para se ter ideia, em 2002 quando Lula assumiu a presidência do Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB) do DF era de R$ 63 bilhões e hoje esse valor chega a R$ 117 bilhões. Com o avanço da industrialização distrital é possível identificar um crescimento do setor no PIB do DF, de 7% para 10%, aumento no faturamento, que passou de 12,5%, em 2005, para 28,7%, em 2010 e o profissional empregado subiu de 57,6 mil para 116 mil. Essa é uma comemoração do setor moveleiro e de todos os empresários da indústria do DF.

Cinquentenário da Indústria do DF

A Federação das Indústrias do DF (Fibra) lançou, no dia 16/12, um livro que conta o primeiro cinquentenário da indústria brasiliense: Diário de uma Jovem Indústria. São histórias de pessoas que contribuíram para o crescimento da Capital e traçaram um importante caminho para o desenvolvimento de Brasília, pois aceitaram o mesmo desafio de Juscelino Kubitschek: começar do zero. Esse é um registro nacional, que apresenta a história de 70 pessoas que levantaram a bandeira da indústria na Capital Federal. Além de mostrar a evolução da indústria ao longo dos anos.
Entre os desbravadores do cerrado candango, a obra retrata também a trajetória de vida do presidente do Sindicato das Indústrias de Madeira e do Mobiliário do DF (Sindimam-DF), José Maria de Jesus, desde quando chegou à Brasília, em 1969, com a família até os dias atuais. As dificuldades e conquistas relatadas no livro servem como inspiração para os novos empresários do setor moveleiro e incentivo para aqueles que estão no ramo há anos. Uma coincidência do destino foi a data de nascimento da empresa em que José Maria é proprietário, Mobjetto, e a criação do Sindimam-DF, em 1986.  Vale conferir na íntegra o progresso dos pioneiros da indústria no DF.
O lançamento foi realizado na Federação e contou com a presença de todos os personagens do livro e muitos profissionais do segmento industrial do DF. Tanto os profissionais que integraram o Diário de uma Jovem indústria quanto os participantes do lançamento do livro foram presenteados com a primeira edição do cinqüentenário da indústria. Vale lembrar que o livro não está sendo comercializado, caso alguém tenha interesse na obra pode entrar em contato com a Fibra e solicitar pelo telefone (61) 3362-3800 ou pessoalmente no Setor de Indústria e Abastecimento (SAI), trecho 3, Lote 225, Edifício-sede Federação das Indústrias do Distrito Federal.

Em entrevista,  o presidente do Sindimam, José Maria de Jesus, recorda as principais conquistas do Sindicato em 2010, os avanços do setor moveleiro e comenta sobre os projetos de trabalho do Sindimam para 2011

Como o senhor interpreta a ação do setor moveleiro em 2010?
Ocorreu um avanço fundamental para o setor moveleiro. Um facilitador essencial foi a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para zero. Tal fator alavancou as vendas do segmento, ganhamos mídia gratuita, o governo arrecadou mais impostos e o consumidor também saiu ganhando. Com esse crescimento conseguimos abrir portas para vários projetos de financiamento direcionados para as empresas, os empresários de todo o País tiveram a oportunidade de modernizar os equipamentos e instalações. O saldo foi positivo para todos.

Quais foram as prioridades de trabalho após assumir a presidência do Sindimam?
Percebi que muitas empresas do setor moveleiro do DF não tinham o hábito de participar de eventos do segmento em outros locais do País, seja por falta de recurso financeiro, disponibilidade de horário ou outro motivo. Por isso, priorizei trazer os eventos para a Capital, para facilitar o acesso ao enriquecimento profissional. Um exemplo de sucesso que o Sindimam contribuiu para realização foi o I Salão de Madeira e Móveis do Centro-Oeste - Made Móvel - realizado em junho deste ano, oportunidade para os profissionais do segmento participarem de palestras técnicas e conhecerem os produtos para acrescentar na empresa.

Qual o balanço que se faz do trabalho do Sindimam em 2010? Quais as principais conquistas?
Este ano foi muito positivo para o Sindicato, fizemos parte da concretização de um importante evento no DF, o Made Móvel. Por meio de articulação, conseguimos apoio de outros Estados (Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) para quintuplicar o recurso para realização do Salão, e o resultado foi maravilhoso, o ganho foi coletivo. Conquistamos também o licenciamento ambiental de 30 empresas associadas ao Sindimam, com esse documento é possível adiquirir o alvará de funcionamento e consolidar um parâmetro para as empresas. O objetivo é identificar o destino dos resíduos utilizados na empresa para não agredir nascentes e lençóis freáticos, colaborando para a preservação ambiental.

O Sindimam contribuiu de forma significativa para a participação dos associados na Feira de Milão e também na Formóbile 2010. Viabilizamos a postergação da nota fiscal eletrônica, para 1/12/2010, estendendo o prazo para organização e adequação das empresas de acordo com as novas exigências. O Sindimam acompanhou o Encontro do comércio Brasil/Alemanha e no dia 1 e 2/12 o Sindimam marcou presença no Encontro Nacional da Indústria (ENAI), promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), que abordou temas pertinentes à indústria, como exportação, câmbio, financiamento à longo prazo e capacitação profissional. Além de conquistar as menores taxas do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) para financiamento em longo prazo e investimento empresarial, vale lembrar que o benefício é específico para associados que participam do Arranjo Produtivo Local Madeira e Móveis.

O Sindimam está sempre inovando, existem projetos para 2011? Quais?
Estamos elaborando uma estrutura de divulgação do Sindicato e mostrar as vantagens de ser associado. Esse tipo de atuação sindical é muito importante, o Sindimam trabalha junto com vários órgãos do governo, como o Ministério do trabalho e a Secretaria do trabalho para consolidação de interesses do segmento. Trabalhamos para realizar um workshop na segunda quinzena de fevereiro de 2011, o objetivo é apresentar vários temas do setor moveleiro e divulgar novas ferramentas, máquinas e matéria-prima para as empresas do DF.

Já está agendado inclusive o lançamento da Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e acessórios para a Indústria Brasileira 2010 (FIMMA) em Brasília, será dia 10/2, na Fibra. Planejamos a Made Móvel 2011, falta definir apenas o local de realização. Em 2011 mudaremos a realidade da industrialização no setor moveleiro do DF existente hoje, na questão de tributação. Pretendemos implantar o Plano de Cargos e Avaliação de Desempenho, que é um projeto que visa em um futuro próximo regularizar as distorções hoje existentes na contratação de pessoal, ainda em implantação em algumas empresas.

Subcategorias

Últimas Notícias

Publicidade

Serviços

Enquete

Como o Sindimam pode lhe ajudar?

Parceiros