Destaques

 

 

O Presidente do Sindicato das Indústrias da Madeira e do Mobiliário do Distrito Federal – SINDIMAM/DF, Sr. Daniel Borges Gomes, informa que foram encerradas as negociações do acordo entre as partes, ficando ajustados os seguintes pisos salariais para a categoria:

 

A PARTIR DE 1º DE MAIO DE 2017

 

CATEGORIA

MENSAL

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS                 

R$ 1.013,00

AJUDANTE

R$ 1.027,00

MEIO-OFICIAL

R$ 1.150,00

PROFISSIONAL   

R$ 1.580,00

 

 

Os empregadores concederão a todos os seus empregados, em 1º de maio de 2017, que não recebem piso salarial, previsto na cláusula 3ª, um reajuste salarial de 3,99 % (três vírgula noventa e nove por cento), aplicado sobre os salários de abril de 2017.

 

O inteiro teor da Convenção Coletiva de 2017/2018 estará disponível no nosso site, assim  que registrado. 

 

 

 

A Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) deu início à implementação do projeto “Modelo de Atuação Articulada entre as Áreas Sindical e de Mercado do Sistema Indústria”. A ação será desenvolvida pelas áreas de mercado e a Diretoria de Relações do Trabalho e Apoio Sindical da Casa, em parceria com os sindicatos, ao longo dos próximos três meses. O projeto completo terá duração de um ano e tem por objetivo ampliar a oferta de soluções do Sistema às indústrias e estimular o associativismo.

Neste primeiro momento, atuam no piloto do projeto os sindicatos das Indústrias Gráficas do Distrito Federal (Sindigraf-DF), das Indústrias de Alimentação de Brasília (Siab), das Indústrias do Vestuário do Distrito Federal (Sindiveste-DF) e das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Distrito Federal (Simeb-DF). Posteriormente, será expandido aos demais sindicatos da Federação.

O projeto faz parte do escopo do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA), que é um mecanismo usado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) para criar e promover, por meio das Federações, um ambiente de negócios favorável à competitividade do parque fabril brasileiro, aprimorando a atuação dos sindicatos e fortalecendo seu vínculo com as indústrias. O modelo estabelece parâmetros para a relação entre sindicatos, áreas sindicais e áreas de mercado na oferta de soluções às indústrias. A adoção do modelo potencializará a abrangência do Sistema Fibra, uma vez que as ações e os objetivos das áreas envolvidas são complementares quanto à oferta de produtos e de serviços às empresas.

Na prática, ao visitar uma empresa, tanto a área de mercado da Fibra quanto os sindicatos terão um mesmo discurso, pois atuarão na defesa do setor industrial como um todo, como explica o diretor de Relações do Trabalho e Apoio Sindical da Fibra, Fernando Japiassu. “Juntos, nós somos mais fortes. Unir as expertises destas áreas, evitar duplicidade de informação, fará com que o empresário sinta-se mais seguro para fazer negócio com o Sistema Fibra e, consequentemente, se associe ao seu sindicato”, pontua.

De acordo com a analista de Políticas e Indústria da CNI, Maitê Sarmet, o projeto foi criado para que o empresário consiga enxergar uma unidade nos serviços ofertados pelo Sistema Indústria (Federação, Sesi, Senai e IEL). “Ouvimos relatos de empresários que em um mesmo dia recebiam a visita de áreas de mercado de cada uma das Casas, com discursos diferentes. Com isso, eles não conseguiam enxergar um único Sistema”, exemplifica.

“Essas áreas devem compartilhar informações úteis na hora de abordar as indústrias. Isso permite um maior número de negócios e vendas para a Federação e também mais associações para os sindicatos. Além disso, traz maior capilaridade para a área de mercado, que talvez não conseguisse chegar de outra forma a essas indústrias e dá mais força aos sindicatos”, explica Diana Neri, especialista em Políticas e Indústria da CNI.

“A duplicidade de visitas será evitada, já que o projeto é colocar as áreas de mercado e sindical para atuarem em conjunto”, salienta Filipe Guimarães, consultor da EloGroup,  responsável pela implementação do modelo, que já está sendo desenvolvido em outras sete federações espalhadas pelo País. “Esta interação traz benefícios de imediato, pois gera um entendimento melhor sobre a indústria e o empresário passa a dar mais valor aos serviços”, conta Guimarães.

“A médio e longo prazos, temos que expandir ao máximo e ir aperfeiçoando o modelo. O alinhamento entre os gestores e a definição de metas ajuda neste processo”, conclui Filipe. A equipe de implementação irá visitar mais 200 empresas ao longo dos próximos três meses. Para isso, a área de mercado e sindical e os executivos dos sindicatos participaram, de 15 a 19 de maio, de treinamentos para definir estratégias e prioridades, além de alinhar discursos para dar mais qualidade as abordagens propostas pelo projeto.

Atuante durante todo o processo de implementação do projeto, a presidente do Sindiveste, Walquíria Pereira Aires, ressalta a importância desta ação para melhorar a abordagem às empresas de seu segmento e a efetividade em propor serviços úteis aos empresários. “Tenho visto boas estratégias, com metas atingíveis. Estamos estudando e entendendo melhor os serviços e produtos oferecidos por todos os envolvidos neste processo. Este é uma das melhores ações que já participei do PDA. Sem dúvidas, irá fortalecer o associativismo”, afirma.

Sandro Bassani, gerente de Relações com o Mercado do Sistema Fibra, comenta que com os sindicatos aliados à área de mercado, ficará mais fácil chegar às empresas, pois vão atuar com quem realmente conhece o setor. “Iremos trabalhar para oferecer às empresas associadas mais vantagens. Com isso, mais negócios serão fechados e mais empresas se associarão aos sindicatos, ampliando suas bases”, comenta.

Para mais informações sobre o Modelo de Atuação Articulada entre as Áreas Sindical e de Mercado do Sistema Indústria, entre em contato com a Diretoria de Relações do Trabalho e Apoio Sindical pelo telefone (61) 3362-6115 ou pelo e-mail: assessoriasindical@sistemafibra.org.br

Participe da palestra gratuita “Gestão Empresarial para Indústria Moveleira no DF”, no dia 31 de maio de 2017 (quarta-feira), às 19h, na Sede do Sebrae, e saiba como melhorar o seu negócio. O palestrante será o Consultor credenciado do SEBRAE/DF Sr. Sirlei Costa. 

Participe da abertura da Semana do MEI e Mutirão de Simplificação do Sebrae no Distrito Federal, que acontece no dia 10 de maio, quarta-feira, às 11h, em frente ao Restaurante Comunitário de Ceilândia.

 

 

O SINDIMAM/DF firmou parceria com o Alub, uma das maiores redes educacionais do Distrito Federal. Uma ótima notícia para os associados, dependentes e colaboradores, que a partir de agora contam com uma série de vantagens e descontos na rede. O Alub é referência no ensino para Concursos, Pré-Vestibular, PAS/ ENEM, Ensino Fundamental, Médio e Educação a Distância (EaD).

Subcategorias

Últimas Notícias

Publicidade

Serviços

Enquete

Como o Sindimam pode lhe ajudar?

Parceiros